segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Davi X Golias


Você fez o planejamento, está pronto para fazer uma gestão eficiente, tem tudo para dar certo. Mas aí, aparece uma empresa estrangeira no mesmo segmento que o seu. “Normal”, você pensa, “todo mercado tem seus concorrentes”, e você tem toda a razão.
O problema é que, se você vende por 10 reais, o rival vende por 8 reais. Aí, você abaixa para 7 reais e ele muda para 5 reais assim que descobre. Neste exato momento, você já está preparado para colocar 4,90 reais... 
Acontece que, no calor da “batalha”, você acabou esquecendo sua margem de lucro. Por mais que seu concorrente continue baixando, você precisa tomar uma decisão: ou continua baixando o preço do mesmo produto ou para de guerrear. E fica difícil entender como o concorrente vende tão barato e ainda consegue se manter.
“Existem vários jeitos de combater a concorrência, além de baixar o preço. Às vezes, vender muito significa vender errado”
Você já deve ter se perguntado isso quando viu seu concorrente baixando preços sem parar. E essa pergunta tem várias respostas.
Uma das possibilidades é ele estar realmente sacrificando o lucro. Aí, das duas, uma: ele pode estar investindo em uma estratégia agressiva para ganhar mercado ou pode ser alguém que simplesmente quer sempre ganhar no preço sem pensar nas consequências. Aí, você pode ficar com a impressão de que a conta não fecha porque ela não fecha mesmo.
Neste caso, a recomendação dos consultores do Impulso é: dê corda para ele se enforcar. “Uma hora esse cara vai quebrar. E, se você não tomar cuidado e ficar baixando seus preços para acompanhar, você vai junto”
Saiba que simplesmente baixar o preço a torto e a direito nunca é a melhor opção, confira algumas táticas eficientes e menos arriscadas para encarar a concorrência.
Antes de alterar o preço do seu produto, você precisa entender quanto ele te oferece de lucro. O fundamental, aqui, é colocar todos os custos na ponta do lápis.
Talvez você ache que o seu preço está te dando lucro quando, na verdade, você está perdendo dinheiro. Por isso é fundamental colocar na ponta do lápis todos os gastos sobre o seu produto e descobrir qual é a sua margem de lucro. Só assim você consegue mexer nos seus preços com segurança
Há momentos em que reduzir o preço também significa diminuir a qualidade do que você vende. Aí é necessário considerar se vale a pena entrar nessa briga. Afinal, faz sentido cobrar mais por um produto que tenha uma qualidade maior. Mesmo que existam produtos semelhantes ao seu com valor inferior, os produtos mais duráveis, bonitos e eficientes também vão ter seu público. É importante lembrar que você pode adicionar serviços à venda do seu produto (wifi, mimos, cortesia, higiene) para garantir que esse seu preço mais alto envolva uma experiência melhor para o cliente.

fonte: https://www.facebook.com/TaxiemSaoPaulo/?fref=nf

Nenhum comentário:

Postar um comentário