domingo, 23 de fevereiro de 2014

Homem morre de overdose de gás do riso, na França



Jordan Guise morreu aos 21 anos de overdose de gás do riso
Jordan Guise morreu aos 21 anos de overdose de gás do riso Foto: Arquivo pessoal

Expresso
Tamanho do texto A A A
Um inglês foi encontrado morto em Beziers, no sul da França, após sofrer uma overdose de gás do riso. A polícia ainda investiga o que aconteceu com Jordan Guise, de 21 anos, mas um juiz registrou a certidão de óbito como morte acidental.
O gás do riso é uma substância que pode ser usada como anestésica e, quando inalada, causa uma leve euforia.
O rapaz havia recebido a notícia de que a namorada estava grávida dois dias antes de morrer. Ele era considerado um prodígio da gastronomia e trabalhava como chef do restaurante La Charniere desde agosto do ano passado. O dono do estabelecimento, que não quis divulgar o nome, disse que o rapaz era brincalhão e divertido.
- Vivia fazendo a gente rir. E estava feliz da vida porque sua namorada estava esperando filho e conseguira emprego num restaurante que ele adorava. Era apaixonado pelo trabalho - disse.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Pior emprego do mundo? Homem fantasiado de pote de macarrão vira sucesso na internet





No meio de uma nevasca em Tóquio, no Japão, um trabalhador chamou a atenção. Vestido de macarrão instantâneo, “essa pobre alma”, como foi apelidado, ainda 
teve que retirar neve da entrada do Museu Cup Noodles.

Um pedestre flagrou a cena, fotografou e publicou a imagem no Twitter. Não deu outra: em poucos minutos, a foto já havia viralizado em várias partes do mundo.

A “pobre alma” estaria muito triste embaixo do uniforme de trabalho, segundo o internauta que fez a publicação na rede social.


domingo, 9 de fevereiro de 2014

Bizarro: Japa ensina truque para você aparecer “acompanhado” em fotos



Por que mesmo que você seja solteiro, no Japão não existem motivos
 para tirar fotos sozinho, contanto que os outros não saibam do seu segredo
Nós já listamos aqui no Notícias Bizarras algumas coisas estranhas
 que nós ocidentais achamos em relação ao comportamento dos
 japoneses, mais especificamente quando falamos do campo amoroso
. Pois bem, parece que surgiu um novo método de escapar da cobrança
 dos familiares e amigos que sempre perguntam se você está namorando:
 algumas fotos fakes.
O japa Keisuke Jinushi ensinou como criar fotografias com namoradas
 falsas, só para postar em redes sociais e se livrar da pressão ou para
 se passar por alguém não tão solitário assim. Os itens necessários
para tal truque? Uma peruca e um tripé para você posicionar seu
smartphone para tirar as fotos.
Ah, Keisuke também recomenda que você passe um creme feminino
 e pinte as unhas de uma das mãos para que a suposta mão
 da namorada seja exibida na imagem, conferindo maior “veracidade”
 ao momento. Basta colocar a peruca contra o seu rosto, fingir que
está abraçando alguém e esperar pelo flash!
Veja algumas fotos do truque:
japones carente -1
japones carente - 1a
E não fica apenas nisso, ele tem muitos truques na manga, veja outro bem bacana:
japones carente -2
japones carente -2b
japones carente -2c
japones carente -2a
Com tanto esforço para tirar algumas imagens, talvez procurar por alguma namorada real valha mais a pena!

Como ganhar dinheiro na Internet

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Robin Hood’ da Áustria rouba milhões e diz que queria doá-los a pessoas carentes


Uma das malas com o dinheiro roubado pelo Robin Hood da Áustria
Uma das malas com o dinheiro roubado pelo Robin Hood da Áustria Foto: Reprodução

Um história impressionante está chamando a atenção na Áustria. Um trabalhador da cidade de Viena roubou 3 milhões de libras (R$ 12 milhões) de uma van de seguros e disse que queria distribuir o dinheiro para pessoas carentes de Nova Guiné Equatorial, na África. O homem, que não teve o nome divulgado pelo governo, está sendo chamado de Robin Hood pelos austríacos. Antes de ser preso, o ladrão já havia dado dinheiro a vizinhos por meio de cartas anônimas.
De acordo com a polícia local, o homem convenceu uma mulher a fazer o roubo com ele, com a justificativa de que ia “espalhar o dinheiro por todo o mundo”.
A mulher do preso afirmou que o marido morou na África durante um tempo e voltou mudado.
- Ele viu as crianças famintas e isso realmente o afetou. Desde então, ele nunca mais foi o mesmo. Sempre estava planejando projetos de caridade, e falava em dividir riqueza por todo o mundo - afirmou a mulher.
O advogado do preso, Werner Tomanek, confirmou que seu cliente tinha doado parte do dinheiro para caridade e pessoas com necessidades.
- Ele queria enviar o dinheiro para a África em um recipiente cheio de itens eletrônicos baratos - disse Tomanek.
A polícia local, porém, não se sensibilizou com o caso de “Robin Hood” e mandou a dupla para a cadeia. Eles ficarão sob custódia até serem julgados.