domingo, 6 de outubro de 2013

Prefeitura de São Paulo vai banir os táxis das faixas exclusivas de ônibus

Minha opinião sobre este assunto de proibir circulação de táxis nos corredores de ônibus é a seguinte :
Circulo muito nos corredores Consolação/Rebouças e 9 de julho e acho que não atrapalha tanto assim, isto é na minha opinião ,mais uma medida política para tapar o sol com a peneira de nossos governantes, pois a frota de táxis não chega a ser nem 1% da quantidade de veículos em circulação na cidade.
Como sempre digo a corda sempre arrebenta do lado mais fraco....Pobre neste País vive de teimoso que é....Nós somos tratados que nem cachimbo, só levando fumo.
Vou dar uma dica para estas pessoas que acham que sabem de tudo, peguem um táxi para dirigir durante uma semana por 12 horas diárias assim vão ver como  funciona na realidade, e  não na teoria, digo com propriedade pois estou neste serviço já a 18 anos.

Uma polêmica no trânsito da maior cidade do país: a Prefeitura de São Paulo decidiu que vai proibir a circulação de táxis nos corredores de ônibus. A Secretaria de Transportes só espera o resultado de um estudo para anunciar a medida.
Essa decisão de banir os taxis das faixas de ônibus é porque, para a  prefeitura, os táxis atrapalham a circulação dos ônibus. É a mesma opinião do Ministério Público, que solicitou informações para a Secretaria de Transportes. Já os taxistas defendem o contrário: querem continuar a circular nos corredores e ainda ter o direito de usar também as faixas exclusivas.
Em uma capital que chega a ter 300 quilômetros de congestionamento em um só dia, andar de táxi costuma ser uma vantagem. Isso porque os taxistas podem usar os corredores criados para os ônibus, mas desde que levem passageiros no carro. Só que às vezes há fila de táxis.
“Quando são muitos, sim. Quando eles ficam muitos, muita fileira, cinco seis atrapalha muito sim”, responde um motorista de ônibus.
Os principais corredores de ônibus da cidade, aqueles que funcionam na faixa da esquerda, foram modernizados há 13 anos. Segundo o secretário municipal de Transportes, naquela época a velocidade média era de 22 quilômetros por hora. Hoje, caiu para 14.
A prefeitura estuda proibir a circulação de táxis nos corredores de ônibus. Alega que assim o caminho ficaria livre para os ônibus que poderiam rodar com mais rapidez. A proposta desagradou os taxistas.
“Vai diminuir a clientela e todo mundo tem que reclamar porque quem usa o táxi precisa de rapidez e aqui não dá”, declara Paulo César Monteiro, taxista.
Nas faixas exclusivas, criadas onde só circulam ônibus, um levantamento apontou crescimento de 45% na velocidade média dos ônibus. A velocidade média passou de 14 para 20 quilômetros por hora.
Agora, o Ministério Público pediu e a prefeitura formou uma comissão para avaliar o impacto que os táxis provocam nos corredores de ônibus.
“Se o estudo apontar para onde o Ministério Público enxerga que essa concorrência é danosa para a velocidade dos ônibus, expedição de uma recomendação à prefeitura para que proíba imediatamente ou em curto prazo a circulação de táxis mesmo com esses passageiros nos corredores”, afirma Maurício Antônio Ribeiro Lopes, promotor de Justiça de Habitação e Urbanismo de SP.
O secretario municipal de Transportes, Jilmar Tatto, lembrou que outro estudo, feito em 2011, já mostrou que os táxis reduzem a velocidade dos ônibus. Hoje, Jilmar Tatto tem certeza que a situação continua a mesma, se é que não piorou.
O Bom Dia Brasil já adianta que a decisão está tomada. Em mais alguns dias ela será anunciada. É só o tempo de a prefeitura concluir um novo estudo, atendendo ao pedido do Ministério Público.

REINTERANDO:

Minha opinião sobre este assunto de proibir circulação de táxis nos corredores de ônibus é a seguinte :
Circulo muito nos corredores Consolação/Rebouças e 9 de julho e acho que não atrapalha tanto assim, isto é na minha opinião ,mais uma medida política para tapar o sol com a peneira de nossos governantes, pois a frota de táxis não chega a ser nem 1% da quantidade de veículos em circulação na cidade.
Como sempre digo a corda sempre arrebenta do lado mais fraco....Pobre neste País vive de teimoso que é....Nós somos tratados que nem cachimbo, só levando fumo.
Vou dar uma dica para estas pessoas que acham que sabem de tudo, peguem por uma semana seguida um táxi para dirigir por 12 horas diárias assim vão sentir como que funciona na realidade, e  não na teoria, digo com propriedade pois estou neste serviço já a 18 anos.
No Rio de Janeiro, importantes vias, principalmente do Centro da cidade, também têm corredores expressos para ônibus. Mas os táxis são permitidos, apenas se estiverem com passageiros.
Eles não podem embarcar nem desembarcar ninguém nessas faixas que são pintadas de azul. Se houver duas faixas exclusivas na via, o táxi pode usar a da esquerda, nunca a preferencial, da direita. Veículos considerados essenciais, como ambulâncias, carros de polícia e bombeiro também podem trafegar.
A prefeitura do Rio inaugurou o primeiro corredor exclusivo em 2011 com o objetivo de reduzir em até 20% o tempo das viagens. Hoje são sete corredores na cidade somando quase 30 quilômetros.
Em Itapetininga, no interior de São Paulo, os motoristas encontraram uma alternativa de transporte mais rápida e confortável.
O táxi rotativo surgiu em Itapetininga há 13 anos para competir com o mototáxi. Funciona assim: leva quatro passageiros sempre no sentido bairro-centro e o inverso, e sempre para nos pontos já estabelecidos.
O táxi é regulamentado pela prefeitura, é na cor prata, tem faixas quadriculadas nas laterais e o número do alvará em local legível. Ele custa apenas R$ 0,5 a mais que o transporte público.
Na cidade, os motoristas passam por uma capacitação. São 254 motoristas cadastrados na prefeitura. Dez mil pessoas usam esses táxis na cidade por dia.
Como criar sites facilmente

Nenhum comentário:

Postar um comentário