domingo, 25 de agosto de 2013

Google poderá fabricar seus próprios carros e desenvolver "taxis-robôs"

A Google pode estar planejando desenvolver e fabricar seu próprio carro equipado com piloto-automático. A informação foi divulgada pelo ex-repórter de tecnologia do jornal Wall Street Journal, Amir Efrati, em seu blog.
A empresa tem trabalhado há alguns anos em um software para ajudar grandes montadoras  a construir carros de auto condução, mas parece que agora a companhia estaria disposta a iniciar um projeto de veículo completamente independente, de acordo com “pessoas familiarizadas no assunto”.
De acordo com as fontes, a Google estaria conversando com as fabricantes para a construção de novos carros com as especificações da empresa, mas as negociações não teriam vingado. Além disso, a empresa teria como objetivo a construção de “taxis-robôs”.

Fechando parcerias

A Google inclusive já estaria conversando com grandes empresas que fabricam componentes automotivos, como a Continental AG e a Magna Internacional, para que ela possa fabricar carros por conta própria.
Na quinta-feira (22), o jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung informou que a empresa estaria se aproximando de um acordo com a Continental AG, uma das maiores fornecedoras de componentes automotivos do mundo, justamente para a fabricação de carros de auto-condução.

Experiência própria

De acordo com o jornalista, embora a Google não tenha as instalações ou know-how para realmente fabricar sua própria frota de carros, a empresa já possui alguma experiência em hardware automotivo.
Por exemplo, eles têm trabalhado no desenvolvimento de um aparelho a laser giratório conhecido como LIDAR que gera informações sobre o ambiente físico do carro, que podem então ser analisadas ​​pelo software do Google.

Taxis robôs

Os taxis auto-conduzidos desenvolvidos pela Google poderiam fazer parte de uma frota que atende clientes por demanda, de acordo com as fontes do jornalista. Embora a empresa não esteja interessada em operar o serviço em si, a companhia passou muito tempo discutindo que cidades poderiam ser atendidas pela tecnologia. Inicialmente, haveriam motoristas para estes veículos no caso de surgirem problemas emergenciais.
Porém, o preço dos veículos pode ser muito alto. Atualmente, os carros modificados da Toyota usados nos testes da Google custam 150 mil dólares cada. A empresa tem trabalhado para reduzir o preço, em parte através da concepção do seu próprio hardware.


Nenhum comentário:

Postar um comentário