sexta-feira, 28 de junho de 2013

Sua excelência o passageiro

Como ganhar dinheiro na Internet
Sua excelência o passageiro



Cliente é todo aquele que paga em troca de algum produto ou serviço prestado.


Por exemplo, quando levamos o carro á oficina, desejamos um serviço bem feito dentro do prazo combinado e a um preço justo. No posto de gasolina, queremos um atendimento rápido, frentistas atenciosos e combustível ou serviços de qualidade a preços adequados.

No mercado, queremos ser bem atendidos pelos funcionários e comprar produtos bem baratos. Quando vamos a um hospital, queremos bons médicos, instalações adequadas e atendimento imediato. No banco, não queremos enfrentar filas, pois tempo é dinheiro. Na escola queremos bons professores e um ambiente para o estudo de nossos filhos.

Em todos esses casos nós somos "clientes". Pagamos por um produto (como no mercado) ou por um serviço (como no posto ou hospital) e queremos estar satisfeitos com o produto ou serviço que estamos comprando.

Nada mais justo, não é mesmo? Afinal, só vale a pena tirar o dinheiro do bolso em troca de algo que nos deixará realmente muito satisfeitos!

Dessa forma, temos vários "fornecedores" no nosso dia-a-dia: o mercado, o posto, a oficina, o banco, a escola e muitos outros. Eles nos fornecem os produtos e serviços de que precisamos. E é importante que sejam fornecidos com o máximo de qualidade para que nós, clientes, continuemos comprando e usando.

Ou será que você continuaria levando seu carro a uma oficina onde você é maltratado e os preços são caríssimos? É provável que, se depender de você, esta oficina vá a falência no dia seguinte...

Resumindo: Quando somos clientes e pagamos por um produto ou serviço, exigimos qualidade. Por isso, é muito importante que, quando nos transformamos em fornecedores e o passageiro é o cliente, ou seja hora de darmos o melhor de nós, fornecendo como prestadores de serviço a qualidade que exigimos como clientes.

O cliente é a razão de existir de qualquer negócio. E, no nosso negócio, o cliente é o passageiro.

Sem ele, eu não existiria. Eu e meu veículo só fazemos sentido se existirem passageiros.

Eles são a razão de nossa existência e da continuidade de nosso trabalho. Por isso, quando melhor atendermos aos passageiros, mais clientes teremos e mais lucrativas serão nossas corridas.

A pergunta básica a ser feita é: "Se você fosse um passageiro, como gostaria de ser tratado?"



O Cliente:

Sua vontade é nossa vontade,
sua necessidade é a nossa necessidade,
sua satisfação é a nossa satisfação,
e seu sonho, a nossa realidade.



fonte: Clésio Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário